newsletter

Acompanhe nossas redes:

DIA DE PROTEÇÃO AS FLORESTAS

17/07/2013 11h43 - Atualizado em 19/07/2013 15h05

DIA DE PROTEÇÃO AS FLORESTAS

No dia 17 de julho, comemoram-se o dia de proteção as florestas. Em nosso país temos duas das mais importantes florestas tropicais úmidas do mundo: A Floresta Amazônica e a Floresta Atlântica, esta última carinhosamente conhecida por nós como Mata Atlântica. Essas duas florestas contribuem de maneira significativa com as dinâmicas climáticas de nosso país e consequentemente do mundo.

   A Floresta Amazônica é a maior floresta do Brasil e uma das maiores florestas tropicais do mundo com uma área de aproximadamente 5.500.000 Km² com áreas em nove países (Brasil, Peru, Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, Suriname e Guiana Francesa), ela ocupa cerca de 45% do território Brasileiro. Possui a maior biodiversidade e a maior reserva de água doce do mundo, com destaque para o Rio Amazonas o maior em volume de água do nosso planeta.

   A Floresta Atlântica ou simplesmente Mata Atlântica foi a segunda maior floresta tropical do Brasil, tinha até o século XIX 1.300.000 Km² de floresta contínua (15% do nosso território), ocupando áreas em 17 estados (RS, SC, PA, SP, RJ, ES, MG, MS, GO, BA, SE, AL, PE, PB, RN, CE e PI), ultrapassa nossas fronteiras indo até o Paraguai e a Argentina. Atualmente ocupa uma área de 95.000 Km² (7,3% do tamanho original), em algumas áreas de mata primária (que nunca foi derrubada) a Floresta Atlântica possui o maior número de espécies vegetais do mundo, cerca de 120 a 400 espécies por hectare (10.000 m²).

  Em Alagoas a floresta original cobria 52% de nosso território, abrangendo a área onde existem atualmente 61 municípios. Hoje ocupa cerca de 7% dessa área, principalmente áreas de preservação permanente - APP (encostas, nascentes, matas ciliares, etc.).

   A destruição parcial dessas florestas principalmente, a Mata Atlântica, sobretudo para instalação de atividades agropecuária e expansão urbana, resultou numa grande alteração climática nessas áreas, tais como: diminuição de chuvas, destruição de nascentes, aumento de temperatura e principalmente houve uma ampliação das áreas secas no interior do Brasil.

   Atualmente existe um clamor mundial pela preservação das florestas e até a recuperação e/ ou reflorestamento de parte de suas áreas originais, portanto caro leitor ajude a manter as florestas denunciando desmatamentos e sempre que possível plante uma árvore que seus netos agradecerão.

   Vale ainda uma reflexão: As florestas vivem sem o homem, mas o homem não vive sem as florestas.

 

 

 

 

LUCIANO BARBOSA DE CARVALHO

ENGº AGRONÔMO - COORDENADOR DO SERVIÇO DE AGROTERAPIA DA ADEFAL

Deixe Seu Comentário

R. Clementino do Monte, 312 - Farol, Maceió-AL

Informações: 82 2121-8686

2012 © ADEFAL. Todos os direitos reservados. Proibido reprodução não autorizada.