newsletter

Acompanhe nossas redes:

MANUTENÇÃO DE ÁRVORES URBANAS

20/10/2014 11h33 - Atualizado em 20/10/2014 11h37

MANUTENÇÃO DE ÁRVORES URBANAS

O plantio de árvores em nossas cidades aumentou significativamente nos últimos anos, aumentando de maneira visível nossas áreas verdes. Entretanto, muitos de nós, moradores de centros urbanos, temos uma visão bastante pontual sobre a função das árvores, ou seja, nossa compreensão muitas vezes fica limitada às funções de sombreamento e beleza. No entanto devemos destacar que os benefícios das árvores no meio urbano vão muito, além disso. As árvores também protegem o solo com suas raízes, principalmente em áreas com declive. E além dessa proteção as raízes facilitam a absorção de água pelo solo. Outra função até pouco tempo muito pouco conhecida do grande público, é que as plantas em geral retiram através da respiração o gás carbônico (CO2), um dos gases responsáveis pelo aquecimento global.

   Como todo ser vivo as árvores em geral precisam de cuidados para ter uma vida longa e saudável. As árvores plantadas em áreas urbanas não fogem a essa regra, mas o que vemos é que geralmente os cuidados quando existem são em geral insuficientes. Por isso vemos árvores caindo em dias de fortes ventos ou simplesmente tombando depois de atacadas por pragas e doenças.

   O primeiro cuidado que devemos ter diz respeito ao local onde devemos plantar essas árvores. Geralmente e é o caso de Maceió e da maioria das cidades, esse local obedece aos critérios adotados pelas prefeituras municipais. Em geral os critérios dizem respeito ao local, que não deve ser embaixo de fiação elétrica para o caso de árvores de médio e grande porte, não atrapalhar o trânsito de pedestres, principalmente de pessoas com deficiência, não encobrir sinalizações de transito ou informativas, entre outras.

   O órgão ou pessoa que irá plantar essas árvores devem pensar no futuro desse ser vivo, e já visualizar como a árvore ficará depois de adulta, quando a mesma não interferirá no cenário, ou seja: quebrar a calçada ou o passeio, as raízes não danificar caixas de gordura ou outro equipamento das edificações ou do passeio público.

  Um dos pontos mais importantes para que essa árvore tenha uma vida sadia consiste em deixar um espaço de pelo menos 50 a 60 cm de distancia da calçada para o tronco. Esse espaço serve para que o solo que fica ao redor da planta absorva água e nutrientes, evitando que a raiz saia “procurando” água e com isso danificando a calçada ou passeio, coisa muito comum em nossa cidade.

   Durante a vida desse vegetal ele irá absorver do solo nutrientes na forma de minerais, esses minerais deverão ser repostos através de adubações periódicas. Com esses cuidados a planta não ficará debilitada contraindo doenças.

   Por último essas árvores devem ser podadas. Essas podas são de dois tipos: de formação e de limpeza. As podas de formação tem como objetivo evitar que a árvore cresça demais e tombe pelo próprio peso. Nesse tipo de poda devemos ter cuidado tanto para que a planta não fique deformada, tendo o cuidado para manter a simetria entre a altura e o diâmetro da copa. As podas de limpeza têm como objetivo retirar galhos secos, evitando que caiam em cima de carros e ou pessoas.

   Com esses cuidados que reconhecemos ser difíceis e de alto custo, principalmente nos grandes centros urbanos as árvores viverão mais tempo e principalmente não ofereceram perigo para as pessoas. 

Deixe Seu Comentário

R. Clementino do Monte, 312 - Farol, Maceió-AL

Informações: 82 2121-8686

2012 © ADEFAL. Todos os direitos reservados. Proibido reprodução não autorizada.